Prévia da Inflação oficial caiu 0,73% em agosto

Prévia da Inflação oficial caiu 0,73% em agosto

Navegue pelo conteúdo

Prévia da inflação apresentou deflação de 0,73% em agosto, essa é a menor taxa histórica do IPCA-15. A deflação ocorre quando os preços de produtos e serviços começam cair de forma geral durante certo período. A inflação caiu puxada pelos preços dos combustíveis e da energia elétrica.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), é a prévia da inflação oficial do mês de agosto. O registro apontou deflação de 0,73%, sendo a menor taxa da série histórica iniciada em 1991. O dado foi registrado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE)

Em agosto do ano passado, o IPCA-15 ficou com taxa de inflação de 0,89%, e no mês passado ficou em 0,13%. Portanto, com resultado deste mês, o IPCA-15 acumulou taxas de inflação de 5,02% no ano e de 9,60% durante estes 12 meses. 

Queda na inflação

A princípio, queda da inflação deve como influencia a redução no preço de alguns setores, como o de transportes. O registro da deflação para este setor foi de 5,24%, isso ocorreu pelo recuo nos preços dos combustíveis (-15,33%). No caso da gasolina caiu 16,80% e o etanol (10,78%). Gás veicular (5,40%) e o óleo diesel (0,56%). 

Contudo, outro grupo que apresentou deflação neste mês de agosto foi o setor de habitação que foi para -0,37%, energia elétrica residencial -3,29%. No setor da comunicação a queda foi de -0,30%. 

Em compensação, os alimentos ainda apresentam alta nos preços, visto que o IPCA-15 de agosto está com a taxa de 1,12%. O resultado é bastante semelhante ao mês anterior, que apresentou 1,16%. Produtos como leite longa vida está com 14,21%, frutas 2,99%, queijo (4,18%) e frango em pedaços 3,03%. 

Nesse sentido, outros grupos que tiveram inflação são saúde e cuidados pessoais com 0,81%, despesas pessoais 0,81%, vestuário (0,76%), educação, 0,61% e artigos de residência 0,08%. 

Leite longa Vida

O leite que foi o grande vilão nos últimos meses subiu menos neste mês de agosto, mas, ele continua em alta. Contudo, conforme adiantamos aqui no blog, nos próximos meses vão ocorrer quedas. E provavelmente depois do mês de setembro o consumidor sentirá uma queda significativa. 

Deste modo, a queda neste mês do IPCA-15 do leite ocorreu por conta da diminuição no consumo, rações mais baratas e o fim da entressafra. Estes fatores influenciaram a inflação e nos supermercados começamos observar preços menores. Portanto, o encolhimento deve continuar de agora em diante.

Continue acompanhando o Se Torne Investidor para mais dicas e notícias sobre economia!

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Populares

Assine nossa newsletter

Deixar o seu e-mail aqui te deixa um pouco mais perto da independência financeira. Bora enriquecer?

Simuladores Financeiros

Fique de olho
Você vai gostar

Utilizamos Cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com nossa Política de Privacidade.