Entenda o significado da deflação e o impacto dela na economia

Imagem de gráfico caindo

Navegue pelo conteúdo

Quando o custo de bens e serviços diminui, isso é uma coisa boa, certo? Nem sempre. Os economistas definem a deflação como uma redução geral e prolongada dos preços. Ela pode ser benéfica ou prejudicial para uma economia, dependendo de suas causas e consequências.

Como a deflação é um fenômeno tão raro, a maioria das pessoas pensa nela como um processo negativo que deve ser evitado a todo custo. Neste artigo vamos explorar o significado da deflação e seu impacto sobre a economia.

O que é deflação?

A deflação ocorre quando o preço médio dos bens e serviços está caindo. Ela ocorre quando há uma queda na demanda agregada de bens e serviços, o que faz com que os produtores baixem seus preços a fim de encontrar um mercado para sua produção.

Um dos melhores exemplos de deflação é a queda da demanda por bens e serviços, que faz com que os preços dos imóveis baixem. Uma diminuição na demanda por bens e serviços pode ser causada por uma variedade de fatores, tais como uma diminuição na oferta de dinheiro, um aumento na oferta de bens, ou um aumento nos impostos.

Por que acontece a deflação?

A deflação acontece quando há uma diminuição geral no preço de bens e serviços. Há muitos fatores que podem causar uma espiral deflacionária, mas os mais comuns são uma diminuição na oferta de dinheiro em circulação, uma diminuição na demanda por bens e um aumento nos impostos. Vamos explorar estes fatores com mais detalhes.

Diminuição da oferta de dinheiro em circulação: Em qualquer economia moderna, a maioria das transações é feita com a ajuda do dinheiro. Este dinheiro é fornecido pelos bancos sob a forma de empréstimos. Quando a economia está em expansão e os negócios são bons, os bancos fazem mais empréstimos, aumentando a quantidade de dinheiro em circulação. Entretanto, se a economia entrar em recessão e menos pessoas forem capazes de pagar seus empréstimos, os bancos apertarão suas políticas de crédito e cobrarão dívidas pendentes, diminuindo assim a quantidade de dinheiro em circulação.

Diminuição da demanda por mercadorias: O que aconteceria se todas as pessoas no mundo acordassem uma manhã e perdessem o apetite por café? Isso causaria uma diminuição na demanda por café, o que levaria a preços mais baixos do café. Uma diminuição na demanda por bens pode ser causada por um aumento na oferta de bens substitutos, um aumento nos impostos ou um aumento no custo de produção.

O impacto da deflação na economia

Os períodos deflacionários são raros, uma vez que muitas vezes são seguidos por um período de inflação. Se um governo tenta conter a inflação por meio de controles e regulamentações de preços, pode levar a uma espiral deflacionária.

A deflação pode ser extremamente prejudicial a uma economia, pois pode causar uma queda na produção e no consumo. Quando os preços estão caindo, os consumidores tendem a adiar suas compras, esperando que o bem ou serviço seja mais barato no futuro. As empresas, por sua vez, adiam seus investimentos, esperando uma menor demanda por seus bens. Isto leva a um declínio na produção, o que causa um aumento no desemprego.

Com menos dinheiro circulando na economia e menos demanda por bens e serviços, os preços continuam a cair. Este processo de auto propagação é conhecido como espiral deflacionária.

Deflação e desemprego

A deflação em excesso pode causar um forte aumento do desemprego, já que as pessoas não conseguem encontrar trabalho quando as empresas estão fechando ou não conseguem pagar seus funcionários. Os trabalhadores que são demitidos durante uma crise econômica muitas vezes têm dificuldade em encontrar um novo emprego, mesmo quando a economia melhora e os preços começam a subir novamente.

Deflação e dívida

A deflação pode tornar ainda mais difícil para as pessoas que estão endividadas a possibilidade de pagar seus credores. Quando os preços estão caindo, o valor do dinheiro devido permanece o mesmo. Enquanto isso, a quantia devida em termos de dólares aumenta, o que torna ainda mais difícil o pagamento da dívida.

As pessoas que têm hipotecas ou outros tipos de empréstimos que têm uma taxa de juros fixa, tais como empréstimos para automóveis ou empréstimos estudantis, podem se ver impossibilitadas de fazer o pagamento de suas dívidas.

Resumindo

A deflação, embora rara, é um fenômeno econômico muito real. Quando os preços de bens e serviços diminuem, é conhecido como deflação. Há muitos fatores que podem causar uma espiral deflacionária, mas os mais comuns são uma diminuição na oferta de dinheiro em circulação, uma diminuição na demanda por bens e um aumento nos impostos.

A deflação pode ser extremamente prejudicial a uma economia, pois pode causar uma queda na produção e no consumo. A deflação pode tornar ainda mais difícil para as pessoas que estão endividadas o pagamento de seus credores.

Continue acompanhando o Se Torne Investidor para mais dicas sobre economia!

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Populares

Assine nossa newsletter

Deixar o seu e-mail aqui te deixa um pouco mais perto da independência financeira. Bora enriquecer?

Simuladores Financeiros

Fique de olho
Você vai gostar

Utilizamos Cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com nossa Política de Privacidade.