Litro do leite que teve alta de até 80%, sofrerá recuo em setembro

Imagem de leite de vaca sendo colocado em copo de vidro

Navegue pelo conteúdo

O leite é um dos produtos que sofreu grandes altas, inclusive chegou a ficar no mesmo preço da gasolina. Sendo assim, tornou-se o vilão da inflação, fazendo com que muita gente deixasse de consumir a bebida. Contudo, a queda dos preços está prevista para o próximo mês, por conta do fim do período seco. 

Nos últimos anos os brasileiros vêm sofrendo com a inflação de alimentos, incluindo também itens básicos, frutas, legumes e verduras. O tomate é um item que ficou por um tempo entre os mais caros, mas, o vilão das compras acabou se tornando o leite. Dado que ele passou a custar em alguns estados cerca de R$ 7. 

Em julho, chegou a subir cerca de 25% no varejo, ou seja, acumulou alta de até 80% no ano. De acordo com dados do Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada, em agosto a cotação do litro no atacado em São Paulo caiu para 17%. Especialistas destacam que a pior fase já passou. 

Sendo assim, ele poderá retornar ao preço que ele estava anteriormente, antes das altas. Conforme a Embrapa, o pico de alta dos custos iniciou em agosto do ano passado. Quando os aumentos foram acumulativos em 12 meses, chegando a cerca de 40%. Um dos motivos para preços altos é por alguns fatores, entre eles produtores que descartaram matrizes e desistiram do negócio. Nesse sentido, a alta explosiva no varejo foi impulsionada por este quadro, uma vez que houve redução na oferta do produto. 

Período de seca alavancou os preço dos alimentos

Além da falta de demanda nas prateleiras brasileiras, outros fatores também foram fundamentais para a alta de alguns alimentos. Assim como a seca, os grãos usados para alimentação do gado, como milho e soja, sofreram alta. Sem contar a pandemia e a guerra na Ucrânia, somando estes fatores o litro do leite chegou neste resultado. No entanto, uma boa notícia para quem consome leite é a previsão de queda no mês de setembro. 

Conforme o Cepea, da Esalq/USP. Com a volta da primavera e o período chuvoso a produção de leite deve aumentar. Ademais, vale ressaltar que este aumento na produção deve ocorrer em setembro, e o consumidor irá sentir a diferença nos preços. Apenas após setembro, onde começará a cair por conta da movimentação da safra. 

Como substituir o leite? 

Uma maneira inteligente de cortar despesas e evitar comprar produtos que estão muito caros e efetuando uma substituição. Apesar disso, você deve estar se perguntando como substituir o leite de vaca? Saiba que tem como consumir leites vegetais, saudáveis e bem mais baratos. 

O leite de amendoim é uma opção barata, basta comprar os grãos, deixar de molho, bater e coar. Existem outras opções como amêndoa, coco e soja, e a receita é muito semelhante. Enquanto o preço do leite de vaca não fica mais acessível, você pode consumir estas opções que também fazem bem à saúde.

Continue acompanhando o Se Torne Investidor para mais dicas sobre economia!

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Populares

Assine nossa newsletter

Deixar o seu e-mail aqui te deixa um pouco mais perto da independência financeira. Bora enriquecer?

Simuladores Financeiros

Fique de olho
Você vai gostar

Utilizamos Cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com nossa Política de Privacidade.