Empréstimo Consignado do Auxílio Brasil começa em setembro

Imagem de celular com logo do Auxílio Brasil

Navegue pelo conteúdo

O ministro da Cidadania falou que o empréstimo consignado do Auxílio Brasil deverá começar no próximo mês. Além disso, o ministério homologou as instituições financeiras que poderão conceder o empréstimo. Venha saber tudo sobre este consignado e quais são os bancos que vão oferecer crédito para os beneficiários do programa.

Nesta última quarta-feira, (17/08), o ministro da Cidadania, Ronaldo Bento, afirmou que o empréstimo para beneficiários do Auxílio Brasil começará em setembro. Porém, a data ainda não foi divulgada. Conforme a lei, este tipo de crédito já foi aprovado, até este momento não foi liberado.

Visto que o Ministério da Cidadania editará as normas complementares para que os bancos possam iniciar as operações. Segundo o Ministro, elas devem ser publicadas no início do mês de setembro, depois da regulamentação. As grandes Instituições Financeiras não manifestaram interesse em ofertar o consignado, e Bento relatou que isso não significa desinteresse do mercado.

Solicite agora seu Consignado Auxílio Brasil nos melhores bancos e com os melhores correspondentes bancários:

17 instituições poderá conceder empréstimo consignado do Auxílio Brasil

Grandes bancos como Bradesco, Itaú, Nubank, e Santander não se interessaram com a justificativa de não estimular o endividamento das famílias de baixa renda, que estão recebendo o Auxílio Brasil. Contudo, o governo confirmou 17 empresas que foram aptas a oferecer o crédito para os beneficiários do programa. Muitos bancos já estão fazendo pré-cadastro para o empréstimo.

De acordo com Bento, no momento já são quase 17 instituições financeiras homologadas pelo Ministério da Cidadania. No entanto, ele não citou as empresas e defendeu a concessão de crédito para conferir autonomia à população. Ou seja, para ele o objetivo do consignado do Auxílio Brasil é democratizar o acesso ao crédito.

Em relação às críticas que estão recebendo por conta de ser uma medida perigosa, este programa visa recursos para pessoas que buscam a sobrevivência básica. Dado que ele irá comprometer até 40% do pagamento. Durante a coletiva, Bento reiterou que os beneficiários recorriam a agiotas, e sem proteção de órgãos responsáveis.

E para ele agora é possível ter entrada ao crédito formal com todos os direitos garantidos, o propósito é “democratizar o acesso ao crédito formal”. “ Quando essas pessoas recorrem ao mercado informal, na mão de agiota, não há defesa do consumidor”, afirmou. Saúde financeira sempre que possível levantamos sobre este tema, pelo fato de ela ser super importante para conceder tranquilidade.

Dicas

Não gastar mais do que ganha é essencial, e para pedir é preciso analisar bem. Dado que as parcelas e juros tornar essa dívida um problema. Neste sentido, se você planeja solicitar, busque todas as informações e principalmente, veja se é mesmo necessário. Em primeiro lugar, qual o motivo para pedir?

Você não tem outras alternativas, para evitar pegar crédito em banco? Como cortar gastos, diminuir despesas desnecessárias. Verifique as taxas cobradas pelos bancos, assim como os juros nas parcelas, e examine se terá condições de pagar. A partir disso coloque no papel e busque usar esse dinheiro para aquilo que foi definido. E busque ao máximo garantir o dinheiro para pagar as parcelas em dia ou quitar antes do previsto.

Fonte: Ministério da Cidadania

Continue acompanhando o Se Torne Investidor para mais dicas sobre economia!

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Populares

Assine nossa newsletter

Deixar o seu e-mail aqui te deixa um pouco mais perto da independência financeira. Bora enriquecer?

Simuladores Financeiros

Fique de olho
Você vai gostar

Utilizamos Cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com nossa Política de Privacidade.