Auxílio Brasil: Governo edita decreto que regulamenta empréstimo consignado

Imagem de notas de vinte reais e dez reais

Navegue pelo conteúdo

Nesta sexta-feira, 12 de agosto, foi decretado a regulamentação de alguns pontos do empréstimo consignado para os beneficiários do Auxílio Brasil. Entre eles está a autorização para o desconto das parcelas do empréstimo no benefício. Deste modo, com essa definição a união não tem nenhum tipo de responsabilidade caso não ocorra o pagamento.

Conforme o decreto, não há uma data para quando os empréstimos vão começar. Além disso, não cria um limite para cobrança de juros realizada pelos bancos, por isso tenha cuidado ao solicitar empréstimos utilizando o benefício. Visto que tem muitos bancos cobrando juros muito altos, inclusive maiores ao que são oferecidos aos consignados comuns que tem hoje no mercado.

Conforme foi divulgado pelo Ministério da Cidadania, em breve publicarão outras regras onde trará mais detalhes sobre o empréstimo. Do mesmo modo, o governo ressaltou que os bancos terão o compromisso de deixar disponível para os beneficiários informações, capacitação e alerta para promover a educação financeira.

O objetivo é proporcionar para o responsável familiar noção básica de finanças antes da contratação de empréstimos. No entanto, estas regras ainda serão regulamentadas pelo Ministério da Cidadania.

Valor do empréstimo Consignado do Auxílio Brasil

Em relação aos valores, o governo limitou o desconto no pagamento do empréstimo em até 40% do Auxílio Brasil. Acima disso, o beneficiário não poderá solicitar, visto que não pode comprometer o benefício. Ou seja, este limite também inclui outros empréstimos tomados antes da nova regulamentação.

Nesse sentido, caso queira solicitar o empréstimo consignado do Auxílio Brasil, o beneficiário poderá ter desconto de até R$160,00 por mês. Lembrando que o programa passou por um reajuste aprovado no mês de julho, onde aumentou para R$ 600.

Cuidado!

Antes de tudo, pense bem e avalie as possibilidades e as suas finanças antes de ir ao banco, não faça nada sem analisar bem. Principalmente, com juros abusivos! Muitos bancos já estão fazendo pré-cadastro para o empréstimo. Contudo, o governo ainda não liberou crédito, por isso aproveite para pesquisar e fique de olho nos juros.

Segundo a lei, os bancos devem informar no contrato o valor que restará do Auxílio Brasil. Uma simplificação do que será deduzido mensalmente para pagar o empréstimo, além dos juros que serão aplicados nas parcelas. Além disso, observe o prazo de pagamento, e saiba que a quantidade de parcelas interfere no valor final.

Neste caso procure evitar muitas parcelas, para não ocasionar o superendividamento e comprometer o sustento da sua casa e familiares. Entenda que não é possível deixar de pagar, visto que ele já será descontado do programa.

Por fim, os beneficiários do Auxílio Brasil não são os únicos que poderão solicitar o empréstimo consignado. Quem recebe outros programas de transferência de renda do governo, como o Benefício de Prestação Continuada (BPC), também pode solicitar.

Continue acompanhando o Se Torne Investidor para mais dicas sobre economia!

Fonte: G1; UOL, Ministério da Cidadania

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Populares

Assine nossa newsletter

Deixar o seu e-mail aqui te deixa um pouco mais perto da independência financeira. Bora enriquecer?

Simuladores Financeiros

Fique de olho
Você vai gostar

Utilizamos Cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com nossa Política de Privacidade.