Pix: entenda a diferença entre ele e outras formas de pagamento

mão segurando celular com aplicativo do pix

Navegue pelo conteúdo

Resumo: O Pix revolucionou as transações bancárias, mas quais serão as diferenças entre o sistema e outras modalidades do mercado? Neste artigo a gente te conta!
 
 
Com quase um ano de lançamento, o Pix chegou e já conquistou espaço na carteira de milhares de brasileiros. O sistema de pagamentos desenvolvido pelo Banco Central (BC) permite a realização de transações instantâneas, sete dias por semana, 24 horas por dia, inclusive em feriados.
 
 
No entanto, apesar de sua funcionalidade e popularidade, muitas pessoas ainda possuem algumas dúvidas quando o assunto está relacionado às diferenças entre o sistema e outras formas de pagamento.
 
 
Neste artigo, você vai conhecer como o Pix funciona e quais pontos diferem o sistema de outras formas de pagamento. Continue a leitura e aproveite!

Pix: como funciona?

Agilidade e praticidade, essas são duas palavras, entre tantas, que podem descrever o Pix. Isso porque as transações acontecem diretamente entre as contas do pagador e recebedor, sem a necessidade de intermediários.
 
 
Até pouco tempo, uma transferência eletrônica exigia que o usuário fornecesse diversas informações para quem fosse receber o valor, o que tornava a transação mais demorada e complicada para alguns.
 
 
Tudo acontece por meio de chaves de identificação, que podem ser: número do celular, CPF/CNPJ, endereço de e-mail, Pix Copia e Cola ou por chave aleatória, um código gerado automaticamente no sistema. Além disso, é possível realizar e receber pagamentos via QR Code, o que acaba tornando ainda mais simples o processo.

Pix e outras formas de pagamento

A seguir, confira um comparativo sobre as principais diferenças entre o sistema de transações instantâneas com o TED/DOC, boleto e cartão de crédito e débito.

TED/DOC ou Pix

Modalidade

DOC

TED

Pix

Prazo

O valor cai no próximo dia útil. Se a transferência for feita após às 22h o tempo pode aumentar. 

O valor cai no mesmo dia, caso a transferência seja feita até às 17h.

O valor cai na conta de destino em até dez segundos. 

Disponibilidade

Em dias úteis, entre 6h até às 22h

Em dias úteis, entre 6h até às 17h

Qualquer dia e horário

Valores

Sem limite mínimo, apenas máximo de R$ 4.999,99 

Não há limite mínimo ou máximo

Não há limite, exceto das 20h às 6h, horário em que o valor máximo é de R$ 1 mil

Como fazer?

É preciso digitar os dados do recebedor: banco, número de agência e conta, CPF ou CNPJ.

É preciso digitar os dados do recebedor: banco, número de agência e conta, CPF ou CNPJ.

É necessário informar a chave do recebedor ou ler o QR Code.

Boleto ou Pix

Modalidade

Boleto

Pix

Prazo

O valor cai na conta em até três dias úteis, após o período de compensação bancária.

O valor cai na conta de destino em até dez segundos.

Disponibilidade

Dias úteis

Qualquer dia e horário

Como fazer?

É preciso realizar a leitura ou digitar o código de barras.

É necessário informar a chave do recebedor ou ler o QR Code.

Cartões ou Pix

Modalidade

Cartão de crédito

Cartão de débito

Pix

Prazo

Dinheiro fica disponível, em média, dois dias após o pagamento.

Em média, 30 dias após a realização do pagamento.

O valor cai na conta de destino em até dez segundos.

Como fazer?

Recebedor depende de uma maquininha ou terminal.

Recebedor depende de uma maquininha ou terminal.

É necessário informar a chave do recebedor ou ler o QR Code.

Conclusão

Deu para perceber como o Pix pode facilitar o dia a dia dos brasileiros, principalmente daqueles que possuem seu próprio negócio. E você, também já foi conquistado pelo sistema instantâneo de transações bancárias? 
 
 
Conta para gente aqui nos comentários

Continue acompanhando o Se Torne Investidor para mais dicas sobre finanças!

Perguntas frequentes

A sigla Pix foi escolhida para identificar o novo sistema de pagamentos pois carrega consigo referências sobre pixels, tecnologia e transações.

 

Pix representa a velocidade da inovação digital e marca uma era mais moderna no setor bancário, sendo um meio bem mais rápido e barato se comparado aos convencionais.

Com o Pix não é só possível realizar transferências para outras pessoas, mas também quitar contas da casa, recolher impostos, pagar estabelecimentos comerciais e prestadores de serviços etc.

 


O melhor de tudo é que tanto os pagamentos quanto as transferências são enviados em no máximo 10 segundos. A agilidade do Pix promove diversas possibilidades e facilita a vida de todos os adeptos.

Resumidamente, podemos afirmar que o Pix é seguro. De acordo com o BC, as irregularidades que causam os vazamentos acontecem porque as instituições financeiras não adotam todas as medidas de segurança do regulamento da ferramenta.

 

É importante termos em mente que, apesar dos vazamentos, informações sigilosas não foram expostas em nenhum dos casos ocorridos.

Para começar, vamos falar do mais importante: o Pix é completamente gratuito para pessoas físicas e para quem é MEI.
 
 
Pix para muitas pessoas vem sendo considerado um substituto do dinheiro em espécie e de métodos de pagamentos de alto custo, pois além da praticidade ele é realizado em tempo real.
 
 
Ao invés de digitar ou escrever todos os dados da conta do recebedor, como você faria em uma transferência comum, é só digitar a chave disponibilizada pela pessoa que vai receber, confirmar a transação e pronto. Está feito.
 
 
Além disso, para receber ou enviar um Pix você não precisa baixar um aplicativo específico nem nada relacionado, apenas verifique se sua instituição, banco ou fintech oferece esse meio de pagamento.
Ambos os serviços são complementares e tem como objetivo minimizar as burocracias tradicionais do sistema bancário, modernizando assim o sistema financeiro nacional.
 
Open Banking veio para possibilitar a migração entre instituições sem as mazelas da burocracia utilizando o compartilhamento de informações autorizado.
 
Além disso, ele vai facilitar a comparação de soluções oferecidas pelos bancos, ajudando na escolha de pessoas físicas e jurídicas pelo custo-benefício mais adequado para a sua realidade financeira.
 
E as novidades não param por aí: graças ao Open Banking haverá a padronização de APIs – interface de programação de aplicações – para o Pix.
 
Isso fará com que o WhatsApp, por exemplo, consiga se conectar mais fácil e rapidamente com várias instituições financeiras.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Populares

Assine nossa newsletter

Deixar o seu e-mail aqui te deixa um pouco mais perto da independência financeira. Bora enriquecer?

Simuladores Financeiros

Fique de olho
Você vai gostar

Utilizamos Cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com nossa Política de Privacidade.