Golpes usando o PIX: Conheça os 3 principais e saiba como se proteger

mulher sentada com celular com aplicativo do pix aberto

Navegue pelo conteúdo

Já ouviu falar em golpes usando o Pix?
 
 
Não temos como negar, o Pix “caiu como uma luva” no gosto dos brasileiros, a facilidade de enviar e receber dinheiro imediatamente direto na conta, sem precisar pagar tarifas bancárias ou ter que incluir diversos dados na transação é simplesmente maravilhosa.
 
 
Tanto é que segundo dados divulgados pelo Banco Central, já são mais de 242 milhões de chaves cadastradas, outro dado interessante é que 45% da população brasileira já utilizou a forma de pagamento em algum momento, a movimentação financeira ultrapassa R$ 1 trilhão.
 
 
Porém, infelizmente, conforme a tecnologia evolui, os criminosos também atualizam suas formas de trapacear, por isso precisamos ficar cada vez mais atentos.
 
 
Conheça neste artigo 3 principais golpes usando o Pix e saiba como se proteger.

1. Golpes usando o Pix através do WhatsApp

caveira em cima do logo do whatsapp

O WhatsApp é outra ferramenta que ajuda demais na comunicação do dia a dia e de assuntos profissionais, mas pode ser usada para a aplicação de golpes.

Funciona assim

O criminoso entra em contato com você dizendo ser do próprio WhatsApp ou de qualquer outra empresa e pede que você confirme um código que você receberá por SMS.
 
 
Se você não tiver habilitado a confirmação por duas etapas, ele consegue clonar seu número e dessa forma se passar por você. Depois, entram em contato com seus amigos, dizem que estão uma situação de emergência e pedem que façam um Pix.
 
 
Há ainda golpistas que pegam as fotos das vítimas nas redes sociais e dizem aos amigos que precisaram trocar de número, depois os abordam pedindo para fazerem a transferência.

2. Central bancária falsa

idosa com cara de assustada em ligação pelo celular

Outro golpe bem comum, é o seguinte

 
Os criminosos entram em contato com a vítima, se passam por funcionários de uma instituição bancária e se oferecem para ajudá-la a cadastrar uma chave, ou dizem que a chave da pessoa está com algum problema.
 
 
Depois, pedem para que a vítima faça um teste induzindo-a a realizar um Pix para a conta do próprio golpista ou de um “laranja”.

3. Prêmios do Pix

hacker fazendo uma ligação pelo celular e olhando a tela do computador
Outra fraude bem comum ultimamente inicia em mensagens e vídeos nas redes sociais, os golpistas divulgam que as pessoas estão recebendo um “prêmio” ao transferirem valores para outras chaves.
 
 
As pessoas caem no golpe e fazem a transferência para o golpista e claro, não recebem prêmio algum.

Como se proteger dos golpes usando o Pix?

pessoa fazendo ligação anônima pelo celular
O problema dessas e outras fraudes envolvendo o Pix, é que dificilmente a pessoa consegue reaver seu dinheiro, tendo em vista que a vítima normalmente faz as transferências por vontade própria, apenas não sabe que está caindo em uma cilada.
 
 
Veja algumas dicas para não ser o próximo a cair nesses golpes:
 
 
  • Sempre confira os dados do beneficiário ao fazer qualquer transferência, se tiver dúvidas ligue para a pessoa, o ideal é falar mesmo, tendo em vista que o golpista pode te responder mensagens escritas;
  • Fique bem atento para não clicar em “conferir” sem querer;
  • Cuidado com erros de digitação;
  • Não clique em links recebidos por e-mail, WhatsApp ou qualquer rede social;
  • Não faça transferências para seus amigos sem confirmar por telefone ou pessoalmente.
  • Ative a verificação em duas etapas do seu WhatsApp;
  • Cuidado com propagandas enganosas nas redes sociais;
 
 
Gostou do conteúdo?
 
 
Compartilhe com seus amigos!
 
 
Continue acompanhando o Se Torne Investidor para mais dicas sobre finanças!

Perguntas frequentes

A sigla Pix foi escolhida para identificar o novo sistema de pagamentos pois carrega consigo referências sobre pixels, tecnologia e transações.

 

Pix representa a velocidade da inovação digital e marca uma era mais moderna no setor bancário, sendo um meio bem mais rápido e barato se comparado aos convencionais.

Com o Pix não é só possível realizar transferências para outras pessoas, mas também quitar contas da casa, recolher impostos, pagar estabelecimentos comerciais e prestadores de serviços etc.

 


O melhor de tudo é que tanto os pagamentos quanto as transferências são enviados em no máximo 10 segundos. A agilidade do Pix promove diversas possibilidades e facilita a vida de todos os adeptos.

Resumidamente, podemos afirmar que o Pix é seguro. De acordo com o BC, as irregularidades que causam os vazamentos acontecem porque as instituições financeiras não adotam todas as medidas de segurança do regulamento da ferramenta.

 

É importante termos em mente que, apesar dos vazamentos, informações sigilosas não foram expostas em nenhum dos casos ocorridos.

Para começar, vamos falar do mais importante: o Pix é completamente gratuito para pessoas físicas e para quem é MEI.
 
 
Pix para muitas pessoas vem sendo considerado um substituto do dinheiro em espécie e de métodos de pagamentos de alto custo, pois além da praticidade ele é realizado em tempo real.
 
 
Ao invés de digitar ou escrever todos os dados da conta do recebedor, como você faria em uma transferência comum, é só digitar a chave disponibilizada pela pessoa que vai receber, confirmar a transação e pronto. Está feito.
 
 
Além disso, para receber ou enviar um Pix você não precisa baixar um aplicativo específico nem nada relacionado, apenas verifique se sua instituição, banco ou fintech oferece esse meio de pagamento.
Ambos os serviços são complementares e tem como objetivo minimizar as burocracias tradicionais do sistema bancário, modernizando assim o sistema financeiro nacional.
 
Open Banking veio para possibilitar a migração entre instituições sem as mazelas da burocracia utilizando o compartilhamento de informações autorizado.
 
Além disso, ele vai facilitar a comparação de soluções oferecidas pelos bancos, ajudando na escolha de pessoas físicas e jurídicas pelo custo-benefício mais adequado para a sua realidade financeira.
 
E as novidades não param por aí: graças ao Open Banking haverá a padronização de APIs – interface de programação de aplicações – para o Pix.
 
Isso fará com que o WhatsApp, por exemplo, consiga se conectar mais fácil e rapidamente com várias instituições financeiras.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Populares

Assine nossa newsletter

Deixar o seu e-mail aqui te deixa um pouco mais perto da independência financeira. Bora enriquecer?

Simuladores Financeiros

Fique de olho
Você vai gostar

Utilizamos Cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com nossa Política de Privacidade.