Governo Federal planeja aumentar o Auxílio Brasil de R$ 400 para R$ 600

Imagem de notas de vinte reais e dez reais

Navegue pelo conteúdo

Durante evento nesta sexta-feira, 24 de junho, na Paraíba, o presidente Jair Bolsonaro (PL-RJ), afirmou que o Auxílio Brasil passará de R$ 400 para R$ 600. A cúpula do governo está avaliando ampliar o benefício. O líder do governo no Senado, Carlos Portinho (PL – RJ), declarou ao UOL, que o governo federal aumentará até o final deste ano. 

Neste sentido, o governo terá que custear cerca de R$ 22 bilhões, para o reajuste do Auxílio Brasil. Contudo, especialistas e oposição afirmam que a intenção do governo na ampliação do benefício é para atrair os eleitores pobres. Durante a pandemia, o Auxílio Emergencial era de R$ 600. E supostamente, a intenção é ampliar, visto que durante este período, quando era este valor o presidente estava bem nas pesquisas eleitorais.

Entretanto, se a iniciativa é em busca de intenções eleitorais ou não, sabemos que vai ajudar muitas famílias. Além disso, o governo visa também a aplicar o vale-gás e a criar um auxílio de 1 mil reais por mês para motoristas autônomos. Essa iniciativa visa atingir cerca de 900 mil caminhoneiros.

PEC

O relator da PEC dos Combustíveis, o senador Fernando Bezerra Coelho (MDB-PE), afirmou que a ampliação está sendo negociada. Além disso, ele declarou que o Auxílio Brasil, vale-gás são programas que já existem, e não ferem o princípio de anualidade eleitoral. 

No entanto, segundo fontes do jornal Folha de São Paulo, o governo driblará o questionamento jurídico para poder ampliar e lançar o programa para caminhoneiros. Sendo assim, a justificativa será decretar estado de emergência para que possa criar o benefício aos motoristas de caminhão. De acordo com Bezerra, o jurídico do Senado e da Advocacia-Geral da União, AGU, estão analisando a legalidade. E quais as medidas que podem ser feitas por conta da lei eleitoral.

Para realizar a ampliação do Auxílio Brasil o governo terá que buscar financiamento. E uma delas é desistir de compensar os estados que zeram o ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços). Por este motivo, o governo sancionou o projeto de lei que limita o ICMS. Contudo, ele está valendo apenas sobre o diesel, gasolina, energia elétrica e transporte público. Com dinheiro economizado o governo tentará aumentar o valor do Auxílio Emergencial.

Famílias sem receber Auxílio Brasil

Depois que o Bolsa Família virou Auxílio Brasil, muita coisa mudou, principalmente a espera para receber. Cresceu significativamente o número de famílias que buscam o programa. Segundo a Confederação Nacional de Municípios, em abril havia 2,78 milhões de famílias aguardando para receber o benefício. Ou seja, aumentou 113% em comparação ao mês de março, que aguardava apenas 1,2 milhões. 

O programa traça mais, restrições e dificulta para que outras famílias possam receber o benefício. Principalmente, por conta dos novos critérios, e a regra para permanência no auxílio é uma renda familiar mensal por pessoa de até R$ 525.

Continue acompanhando o Se Torne Investidor para mais dicas e notícias sobre finanças e economia!

Fontes: Agência Brasil, UOL, Folha de São Paulo e Agência Senado.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Populares

Assine nossa newsletter

Deixar o seu e-mail aqui te deixa um pouco mais perto da independência financeira. Bora enriquecer?

Simuladores Financeiros

Fique de olho
Você vai gostar

Utilizamos Cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com nossa Política de Privacidade.