Privatização da Eletrobras: qual o impacto na conta de luz?

Imagem de porquinho branco e casa própria ao fundo da imagem

Navegue pelo conteúdo

Na última quinta-feira, 9 de junho de 2022, o governo iniciou o processo de privatização da Eletrobras. Na segunda-feira, 13 de junho, a estatal estreou na bolsa de valores depois do processo de capitalização. Contudo, como a venda dessa empresa impactará a economia brasileira e se irá afetar a conta de luz dos brasileiros?

Quando o assunto é privatização de empresas públicas existem divergências, no entanto, aqui não discutiremos sobre este assunto. Apenas ajudaremos a entender o impacto da venda dessa empresa na nossa economia. Como isso poderá afetar a sua conta de energia? Será que reduzirá? Para responder estas questões fiquem basta continuar neste post.

Eletrobras

Em primeiro lugar, você precisa saber que a Eletrobras é uma empresa de sociedade mista e de capital aberto. O seu principal controlador acionário era o governo federal. Além disso, a estatal é a maior empresa de energia da América Latina, sendo a maior geradora do Brasil, e transmissora do país.

No total a Eletrobras, possui 48 hidrelétricas, 12 termelétricas, 2 usinas nucleares, 62 eólicas e uma solar. Em suma, são 71.153,60 quilômetros de linhas de transmissão, com 366 subestações próprias ou com parceria. Ou seja, essa empresa é um verdadeiro orgulho nacional, proposta ao ex-presidente Getúlio Vargas em 1954.

A criação ocorreu apenas em 1961, quando o Congresso Nacional aprovou e Jânio Quadros assinou a Lei 3.890-A, que autorizou a constituição da empresa. Contudo, a instalação oficial foi em 11 de junho de 1962. Ao longo destes anos a estatal foi responsável pela construção, pesquisa, operação de usinas, linhas de transmissão e subestações.

Além disso, buscava a expansão de energia elétrica pelo país. Entretanto, ao longo dos anos passou por mudanças institucionais, privatizações e internacionalização. E integrou projetos binacionais, que gerou a construção de Itaipu.

Privatização

Os motivos para a privatização ocorrem por conta de uma aposta do governo para ampliar os investimentos e obter retorno financeiro. Deste modo, com a privatização a Eletrobras passou por uma oferta de ações no mercado. Com a capitalização, o governo reduziria a sua participação e deixaria os 60% do controle para 45%.

O valor da conta de Luz reduzirá?

Conforme o governo federal, a privatização reduziria a conta de luz em até 7,36%. Contudo, verificamos com entidades e especialistas do setor que afirmaram que a conta de luz ficará mais cara. Nesse sentido, entenda que com a privatização da Eletrobras ganhará mais investimentos para o setor elétrico.

Portanto, ocorrerá um crescimento na oferta de energia para empresas, e famílias, ou seja, reduzindo os apagões. Mas, os especialistas ainda não mostram certeza em relação à redução da conta de luz, conforme o governo informou.

Por fim, a estatal ganhará mais liberdade, pois investirá, e vai atrair sócios e investidores. Sendo assim, não vai mais depender do orçamento público e se torna privada, e como toda empresa privada, a sua prioridade é o lucro. Ou seja, isso poderá elevar as tarifas na conta de luz.

Nos vemos em breve!

Continue acompanhando o Se Torne Investidor para mais dicas sobre finanças!

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Populares

Assine nossa newsletter

Deixar o seu e-mail aqui te deixa um pouco mais perto da independência financeira. Bora enriquecer?

Simuladores Financeiros

Fique de olho
Você vai gostar

Utilizamos Cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com nossa Política de Privacidade.