O que fazer com o mercado cripto em queda?

moeda de bitcoin na frente de um gráfico vermelho

Navegue pelo conteúdo

Continua após publicidade

Por Coinext

O mês de abril está sendo marcado por um movimento de correção de boa parte das criptomoedas. É claro que nesse intervalo observamos algumas valorizações, porém, de uma forma geral, o mês foi marcado por queda de preços. 


Nesses momentos, percebemos um movimento baixo de compra, afinal, muitas pessoas não querem entrar em operações de renda variável no momento que o mercado está caindo.

 

Porém, hoje estou aqui apresentar alguns pontos que devem ser considerados mostrar que vale a pena comprar criptomoedas em queda e te falar o que fazer com sua carteira nesses momentos.

Você também vai gostar

Continua após publicidade

O mercado cripto está falindo?

Por incrível que pareça, essa é uma das perguntas mais comuns nesse momento. Mesmo com todo sucesso do mercado cripto, afinal são mais de 10 anos de bons números, algumas pessoas ainda acreditam que de uma hora para outra todas as criptomoedas vão sumir e deixar investidores no prejuízo. 

 

Por isso, é preciso deixar claro que isso não vai acontecer

 

 

Para começar, atualmente, encontramos muitas criptomoedas com fundamentos intocáveis e projetos estabelecidos dentro da Blockchain.

 

 

Além disso, a própria Blockchain é uma tecnologia que chegou para ficar a transformar alguns mercado, sendo usada cada vez mais. 

 

 

Com base nesses fatores, vale o destaque para Bitcoin e Ethereum. O primeiro por ser a criptomoeda mais tradicional e valiosa do mercado e o segundo por ser a rede Blockchain mais procurada por desenvolvedores na hora de registrar projetos, criar protocolos ou mesmo ambientes, como é o caso de metaversos e ambientes de games. 

 

 

Já que falei sobre metaverso e games, vale a pena destacar que essas inovações tendem a utilizar cada vez mais o poder das criptomoedas. Seja para pagamentos internos, como moeda nativa ou como recompensa, os criptoativos se transformaram em um elemento importante nestes cenários. 

 

 

Dessa forma, quem diz que o mercado cripto está falindo está completamente enganado e o pior, está cometendo um erro que pode custar algumas oportunidades interessantes para médio e longo prazo. 

Continua após publicidade

Por que o mercado cripto está em queda?

Estamos falando sobre ativos de renda variável, logo, diversos fatores podem impactar o preço e a valorização das criptomoedas. 

 

 

No caso específico do mês de abril, o mercado foi impactado pela divulgação dos números sobre a inflação nos Estados Unidos e também da informação do aumento da taxa de juros nos EUA. Assim, é normal que os investidores procurem alternativas consideradas mais conservadoras. 

 

 

Além disso, é preciso destacar ainda que a indefinição sobre a situação no leste europeu ainda preocupa o mercado e impacta preços de commodities e consequentemente moedas que movimentam a economia. 

 

 

No fim das contas, é possível dizer que esses fatores são sazonais. Nada do que está acontecendo parece impactar a longo prazo e mudar as perspectivas para as criptomoedas.

Continua após publicidade

Então, o que fazer diante do mercado cripto em queda?

Já que o mercado cripto não está falindo e que podem aparecer oportunidades, a pergunta que fica é: o que fazer?

 

 

Como sempre digo aqui em meu site e também em meu canal do Youtube, o principal caminho é seguir sempre os seus objetivos, de forma alinhada ao perfil de investidor. 

 

 

Entretanto, momentos assim são fundamentais para quem deseja aproveitar oportunidades para expandir a carteira, realocar ativos ou mesmo ampliar a aquisição de criptos com bom cenário para longo e médio prazo. 

 

 

Entrar no mercado em um cenário de supervalorização é o caminho normal, porém, pode ser arriscado. Afinal, há um risco de comprar um ativo em sua máxima histórica e não conseguir alcançar novamente, ou seja, entrar na festa tarde demais. 

 

 

Isso quer dizer que entender o mercado é fundamental para um momento em que a correção está acontecendo. Sabendo que há chances reais de nova valorização, esses momentos podem representar uma grandes oportunidades para comprar ativos que estão mais baratos do que realmente valem. 

Continua após publicidade

O segredo é sempre apostar na diversificação da carteira

Outro ponto interessante para quem tem interesse em investir em criptomoeda nesse momento de queda é a diversificação

 

 

Hoje em dia é possível encontrar criptomoedas relacionadas a diferentes mercados. Moedas do metaverso, criptomoedas tradicionais, moedas DeFi e game tokens são alguns exemplos. 

 

 

Essa diversidade permite que uma carteira cripto se aproveite do mercado em diferentes frentes. Assim, quando um determinado cenário não se valoriza, é possível aproveitar outros ativos em hype e assim por diante.

 

A forma mais fácil e segura de investir em criptomoedas é por meio de uma corretora amplamente reconhecida, como a Coinext, premiada em 2021 nas principais categorias do CoinTimes Awards e indicada como a melhor do Brasil no CriptoAwards.

 

 

Lá você encontra as  principais criptomoedas do mercado. Lembre-se de sempre considerar os riscos e vantagens envolvidos, estudar as criptomoedas e analisar o mercado antes da compra, para investir de maneira saudável.

Nos vemos em breve!

 

Continue acompanhando o Se Torne Investidor para mais dicas sobre finanças!

Perguntas frequentes

Para começar, atualmente, encontramos muitas criptomoedas com fundamentos intocáveis e projetos estabelecidos dentro da Blockchain. Além disso, a própria Blockchain é uma tecnologia que chegou para ficar a transformar alguns mercado, sendo usada cada vez mais.

 

 

Com base nesses fatores, vale o destaque para Bitcoin e Ethereum. O primeiro por ser a criptomoeda mais tradicional e valiosa do mercado e o segundo por ser a rede Blockchain mais procurada por desenvolvedores na hora de registrar projetos, criar protocolos ou mesmo ambientes, como é o caso de metaversos e ambientes de games.

 

 

Dessa forma, quem diz que o mercado cripto está falindo está completamente enganado e o pior, está cometendo um erro que pode custar algumas oportunidades interessantes para médio e longo prazo.

No caso específico do mês de abril, o mercado foi impactado pela divulgação dos números sobre a inflação nos Estados Unidos e também da informação do aumento da taxa de juros nos EUA. Assim, é normal que os investidores procurem alternativas consideradas mais conservadoras. 

 

Além disso, é preciso destacar ainda que a indefinição sobre a situação no leste europeu ainda preocupa o mercado e impacta preços de commodities e consequentemente moedas que movimentam a economia.

O principal caminho é seguir sempre os seus objetivos, de forma alinhada ao perfil de investidor. 

 

Entretanto, momentos assim são fundamentais para quem deseja aproveitar oportunidades para expandir a carteira, realocar ativos ou mesmo ampliar a aquisição de criptos com bom cenário para longo e médio prazo. 

 

Entrar no mercado em um cenário de supervalorização é o caminho normal, porém, pode ser arriscado. Afinal, há um risco de comprar um ativo em sua máxima histórica e não conseguir alcançar novamente, ou seja, entrar na festa tarde demais. 

 

Isso quer dizer que entender o mercado é fundamental para um momento em que a correção está acontecendo. Sabendo que há chances reais de nova valorização, esses momentos podem representar uma grandes oportunidades para comprar ativos que estão mais baratos do que realmente valem. 

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

3 comentários em “O que fazer com o mercado cripto em queda?”

  1. Boa noite Wesley.
    Obrigada pelo email, li o conteúdo e acredito no crescimento do BTC ainda esse semestre. Sou cadastrada na Coinext, mas infelizmente não estou em condições financeiras para investir, sou aposentada e com a pandemia e medidas do governo, o custo de vida aumentou muito, e não consegui reservar um valor para aplicar em BTC. Vou aproveitar o adiantamento do décimo terceiro, para investir um pouco pelo menos. Além de seguir você, também sigo o Trade with com Renato Ulianov, no youtube. Ele mostra as criptomoedas diariamente, 3 vezes ao dia. Ele mostra que o BTC vai começar crescer em 2022, alavancando em 2023.
    Agradeço pela atenção, e pela indicação da Coinext, fiz cadastro e desde então nunca tive problemas com essa corretora.
    Abraço
    Izabel Pitol

  2. Boa noite Wesley.
    Obrigada pelo email, li o conteúdo e acredito no crescimento do BTC ainda esse semestre. Sou cadastrada na Coinext, mas infelizmente não estou em condições financeiras para investir, sou aposentada e com a pandemia e medidas do governo, o custo de vida aumentou muito, e não consegui reservar um valor para aplicar em BTC. Vou aproveitar o adiantamento do décimo terceiro, para investir um pouco pelo menos.
    Agradeço pela atenção, e pela indicação da Coinext, fiz cadastro e desde então nunca tive problemas com essa corretora.
    Abraço
    Izabel Pitol

    1. Oi Izabel, fico muito feliz em estar gostando do conteúdo =)
      Sobre o mercado de criptomoedas, pode acontecer a qualquer momento, mas também pode demorar. Então recomendo que se planeje e não vá com sede ao pote, invista apenas o que não irá fazer falta. Com o passar do tempo, você conseguirá ir se organizando e conseguirá aplicar mais, mas foque sempre em segurança.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Populares

Assine nossa newsletter

Deixar o seu e-mail aqui te deixa um pouco mais perto da independência financeira. Bora enriquecer?

Simuladores Financeiros

Fique de olho
Você vai gostar

Utilizamos Cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com nossa Política de Privacidade.