IBGE divulga a Inflação de junho que sobe 0,67% com alta nos alimentos 

Imagem de prateleira de supermercado

Navegue pelo conteúdo

A inflação acumulada em 2022 até o momento é de 5,49%, ou seja, é a maior no acumulado do primeiro semestre desde 2015, que estava em 6,17%. Contudo, nos últimos 12 meses a inflação também acelerou para 11,89 contra 11,73. Segundo o resultado divulgado, a inflação vem seguindo durante 10 meses um aumento.

Desde novembro de 2002, que o Brasil não vive uma sequência tão longa de inflação acima de 10%. A expectativa de especialistas era de um resultado um pouco abaixo do esperado. Contudo, o principal motivo para este aumento nos preços foi por conta dos alimentos consumidos fora de casa.

Inflação

Sendo assim, ela ficou em 1,26%, a refeição é de 0,95% e o lanche 2,21%. Neste caso, nos últimos meses, estes itens não acompanharam a alta dos alimentos nos domicílios. Observe os números de junho para cada grupo pesquisado. Alimentos e bebidas ficou em 0,80%; habitação, 0,41%; artigos de residência 0,55%, saúde e cuidados pessoais 1,24%.

Segue em vestuário com inflação de 1,67%; transporte 0,57%, para despesas pessoais 0,49%; transportes 0,57%. Na área de educação e comunicação ficou em 0,09% e 0,16%.

Os números apresentados continuam acima da meta do Banco Central, visto que para este ano o previsto era de 3,5% e com uma margem de tolerância de 1,5 pontos percentuais. Contudo, pode variar entre 2% e 5%.

O que é IPCA?

Em primeiro lugar, tem algumas siglas que deixam muita gente confusa e não sabe o significado. Um deles é o IPCA! Saiba que esta sigla é muito mais do que um termo complicado. O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo é calculado pelo IBGE desde 1980. Este cálculo é super importante pelo fato de ser algo referente às famílias com rendimento de 1 a 40 salários mínimos.

O IPCA é calculado mensalmente, pois ele pretende de medir a variação dos preços de produtos e serviços consumidos pelas famílias. Nesse sentido, ela determinará se há ou não inflação, ou deflação. Todavia o IPCA vai considerar a regra de oferta e demanda.

Entenda que quando existe um consumo por parte da população, a tendência é que os preços aumentem e assim gera a inflação. Por fim, sabendo dos números, o Banco Central sugere medidas para aquecer e incentivar a economia. No entanto, saiba que ele não é importante apenas para economia: ele impacta diretamente outros mercados, como investimentos.

Continue acompanhando o Se Torne Investidor para mais notícias sobre economia!

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Populares

Assine nossa newsletter

Deixar o seu e-mail aqui te deixa um pouco mais perto da independência financeira. Bora enriquecer?

Simuladores Financeiros

Fique de olho
Você vai gostar

Utilizamos Cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com nossa Política de Privacidade.