Como reduzir o impacto da inflação no seu bolso? Descubra 6 estratégias

queimando dinheiro

Navegue pelo conteúdo

Mesmo que você não goste muito de falar sobre economia, neste ano não há como fugir do assunto. Afinal de contas, a cada ida ao supermercado, posto de combustível ou loja, voltamos com a sensação de estar levando menos produto para casa a um preço cada vez mais alto.
 
 
O pior é que essa não é apenas uma impressão, é a realidade.
 
 
A previsão do mercado financeiro é que em 2021, a inflação seja de 10,12%, vale lembrar que a meta inicial do governo era de apenas 3,75%.
 
 
Porém, sabemos que não adianta ficar de braços cruzados reclamando, por isso separamos este artigo com 6 estratégias para reduzir o impacto da inflação no seu bolso. 
 
 
Para conhecê-las é só continuar a leitura!

1. Negocie os preços

pagando com cartão de crédito
Negociar os preços é uma excelente prática para cuidar bem do seu dinheiro, não apenas em épocas de alta da inflação, mas em qualquer momento.
 
 
Infelizmente, no Brasil muitas pessoas ainda se sentem envergonhadas por pedir descontos, negociar prazos ou formas de pagamento, o que é um grande erro.
 
 
Para você ter uma ideia, normalmente os empreendedores já colocam os produtos com um preço um pouco mais alto para caso o cliente peça desconto, tenham margem para vender sem  prejuízos.
 
 
Ou seja, em muitos casos, o que separa você de pagar mais barato por um item é o simples fato de pedir desconto. 
 
 
Experimente na sua próxima compra!

2. Invista seu dinheiro

investindo dinheiro
Com os preços subindo, você também deve pensar em formas de fazer o seu dinheiro “trabalhar para você” e uma ótima estratégia é investir em alternativas melhores que a poupança.
 
 
Antes de desanimar e pensar que isso é complicado, saiba que hoje existes várias opções de bancos digitais que você consegue abrir a conta do seu celular em poucos minutos, fazer uma transferência e pronto.
 
 
Automaticamente seu dinheiro já começará a render mais que a poupança em aplicações como CDBs e Títulos Federais, algumas opções de bancos digitais seguros são: Nubank, PicPay, C6 Bank, entre outros. 
 
 
Tenho um artigo que explica mais alternativas de investimentos melhores que a poupança, só acessar aqui!

3. Pesquise antes de comprar

mulher fazendo compras no mercado
Com ajuda da internet, hoje ficou muito simples encontrar o melhor preço antes de comprar, utilize essas ferramentas e não tenha preguiça de perder alguns minutos do seu dia nessa função que poderá te fazer economizar muito e fugir da inflação.
 
 
Também fique atento aos panfletos de supermercados da sua cidade e aproveite os dias de promoção para comprar.
 
 
Simples mudanças na sua rotina como o dia de fazer feira, podem fazer grande diferença no final das contas.

4. Compre no atacado

corredor de atacado
Já pensou em ratear suas compras no atacado com seus amigos?
 
 
Uma excelente estratégia para reduzir a inflação no seu bolso é comprar produtos em grande quantidade, no atacado.
 
 
Porém, nem sempre compensa, tendo em vista que você terá que desembolsar um valor alto e os produtos podem acabar vencendo. Para driblar esses problemas e não desperdiçar, o ideal é comprar para mais famílias e dividir o valor.
 
 
Mas, de qualquer forma, vale sempre o bom senso, adquira produtos para no máximo dois ou três meses, dessa forma eles não correm o risco de estragar e não ocuparão muito espaço na sua casa.

5. Conheça novas marcas e substitua itens

mulher escolhendo item de mercado
Com o aumento da inflação nos nossos bolsos, também é hora de reavaliar nossas escolhas diárias:
 
  • Será que só aquele shampoo deixa seu cabelo sedoso?
  • Seu filho realmente não come carne branca?
  • Há muita diferença entre o molho de tomate que você usa e o que custa metade do preço?
 
Infelizmente não estamos no melhor momento da nossa economia, por isso, o ideal é deixar certos luxos de lado e conhecer novas marcas, itens e produtos que podem não ser tão maravilhosos quanto o que você estava acostumado, mas que vão te ajudar a passar pela crise.
 
 
Essa dica vale tanto para produtos não perecíveis como para hortifrúti e açougue.

6. Fique atento ao desperdício

torneira pingando
Normalmente quando falamos em “desperdício de dinheiros”, as pessoas associam a ostentação, viagens e luxo e não se dão conta que pequenos gargalos podem estar onde elas menos imaginam.
 
 
Ele acontece em situações bobas, como: banhos demorados, aparelhos elétricos ligados sem uso, compras sem necessidade, alimentos estragando na geladeira, goteiras, etc.
 
 
Ficar atento a sua casa e mantê-la sempre organizada podem te ajudar muito a diminuir o desperdício e dessa forma reduzir o impacto da inflação aí no seu bolso.
 
 
Mesmo que a inflação continue aumentando, é possível além de se proteger, também se beneficiar com ela, o que acha de aprender a ter o controle da inflação na sua vida financeira, aprender a investir melhor e montar sua própria carteira de investimentos vencedora e ainda descobrir formas de ganhar mais dinheiro, tudo isso em um único lugar?
 
 
Convido você a conhecer o Treinamento Cheque Mate das dívidas aos investimentos. 
 
 
E aí? Gostou das dicas?
 
 
Compartilhe com seus amigos!
 
 
Continue acompanhando o Se Torne Investidor para mais dicas sobre finanças!

Compartilhe:

Facebook
Twitter
Pinterest
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Mais Populares

Assine nossa newsletter

Deixar o seu e-mail aqui te deixa um pouco mais perto da independência financeira. Bora enriquecer?

Simuladores Financeiros

Fique de olho
Você vai gostar

Utilizamos Cookies para melhorar sua experiência em nosso site. Ao continuar navegando você concorda com nossa Política de Privacidade.